Livro | O Alienista | Machado de Assis

Passeava tranquilo por uma livraria hoje, sem a intenção de comprar nada. Por um instante passo os olhos por uma seção de indispensáveis e rapidamente identifico a edição da L&PM Pocket do “O Alienista” de um dos mais famosos escritores brasileiros. Livro curtinho de só 88 páginas, não resisti. Por míseros R$ 8,00 levei pra casa.

Comecei a ler eram 21:30hs, terminei 23:30hs aproximadamente. Escrita dinâmica e conquistadora, este conto extenso, quase uma novela conta as experiências do Dr. Simão Bacamarte e sua Casa Verde. Com certeza recomendo, sou fã de obras curtas, inteligentes e objetivas que podem ser lidas em algumas horas.

Desta forma minha lista de leitura fica assim:

– Outliers – Fora de Série | Malcolm Gladwell | OK

– O Leitor | Bernhard Schlink | OK

– A Metamorfose | Franz Kafka | OK

– A grandeza de cada dia | Stephen Covey | OK

– O ano do pensamento mágico | Joan Didion | OK

– O Mago | Fernando Morais | OK

– O Alienista | Machado de Assis | OK

– A Bola de Neve – Warren Buffet | Alice Schroeder | Em leitura

– Blink | Malcolm Gladwell | Em leitura

– O Castelo | Franz Kafka | Em leitura

Livro | O Mago

Fantástico o livro de Fernando de Moraes que conta a história do internacional Paulo Coelho. A história desse brasileiro está repleta de aventuras e passagens pitorescas. Hippie por opção, Paulo Coelho escreveu diários desde quando era adolescente, desta forma registros detalhados de sua vida ficaram a disposição do autor de sua biografia. Escutar esse livro me fez pensar muito sobre a vida, Paulo foi um obstinado pelo sonho de ser um escritor mundialmente famoso. Acredito muito no poder dos sonhos, no fator de perseguir uma meta com foco e energia. Esse pensamento que perseguiu Paulo manteve ele em pé depois de cada tropeço. Nem mesmo o dinheiro tem essa influência em nossa vida. Recomendo a leitura de “O Mago”.

A experiência de ouvir o livro somente no carro foi positiva. A sensação de aproveitar aquele tempo que antes era dedicado apenas a contemplação do trânsito, foi ocupado pelo conteúdo da biografia. Na voz de José Mayer esse audiolivro servia até como um inibidor do stress e relaxante para os momentes de alta tensão. Com certeza comprarei outro audilivro para continuar com a experiência.

Desta forma minha lista de leitura fica assim:

– Outliers – Fora de Série | Malcolm Gladwell | OK

– O Leitor | Bernhard Schlink | OK

– A Metamorfose | Franz Kafka | OK

– A grandeza de cada dia | Stephen Covey | OK

– O ano do pensamento mágico | Joan Didion | OK

– O Mago | Fernando Morais | Ok

– A Bola de Neve – Warren Buffet | Alice Schroeder | Em leitura

– Blink | Malcolm Gladwell | Em leitura

– O Castelo | Franz Kafka | Em leitura

Academia Brasileira de Letras

Interessante a história da Academida Brasileira de Letras, ou mais conhecida como “Casa de Machado de Assis”. O site é muito bom e repleto de informação para quem quer conhecer a fundo sobre a centenária casa dos acadêmicos imortais. www.academia.org.br

 

A Academia Brasileira de Letras é uma instituição que foi fundada em 20 de julho de 1897.
Composta por 40 membros efetivos e perpétuos, eleitos em votação secreta e 20 sócios correspondentes estrangeiros, tem por fim o cultivo da língua e a literatura nacional.

É possível formar leitores?

Nesta  entrevista para Folha de São Paulo, Ana Maria Machado coloca pontos importantes na formação de leitores desde a juventude.  Muito interessante.

FABRÍCIO GERARDI
THIAGO BLUMENTHAL
Colaboração para a Folha Online

A Flip (Festa Literária Internacional de Paraty) deste ano contará com a presença, entre outros grandes nomes, da ocupante da cadeira número 1 da Academia Brasileira de Letras, Ana Maria Machado, que tem mais de cem títulos em sua carreira e recebeu o Prêmio Hans Christian Andersen, o mais importante da literatura infantil. Ela falará à mesa 18, no domingo, 6, acompanhada de Luiz Fernando Carvalho e Sérgio Paulo Rouanet a respeito de Machado de Assis, o homenageado da 6ª edição do evento literário.

Marco Antônio Rezende/Folha Imagem
A escritora Ana Maria Machado, que participa da 6ª edição da Flip
A escritora Ana Maria Machado, que participa da 6ª edição da Flip

Em entrevista à Folha Online, Ana Maria Machado disse acreditar que o público infantil, ao qual dedica grande parte de sua obra, cresceu bastante desde o seu primeiro livro, publicado em 1976. Para ela, o mercado editorial é diverso, mais amplo –a diferença hoje é que ela não vê mais o exemplo do leitor adulto, que serviria de estímulo e guia à criança. Continue reading

Livro | O ano do pensamento mágico

Terminei o livro hoje. Não gostei. Não recomendo. No começo estava muito interessante, mas ao entrar em profundidade após 60 páginas iniciais, o livro tomou um caminho diferente. Pode ser que o momento de felicidade que estou vivendo influenciou  meu veredito, no entanto a narrativa que descreve como ficou a vida da autora após a perda repentina do marido, fica pesada e muito fúnebre após as primeiras 60 páginas. Virou quase um sacrifício manter atenção e o prazer na leitura.

Desta forma minha lista de leitura fica assim:

– Outliers – Fora de Série | Malcolm Gladwell | OK

– O Leitor | Bernhard Schlink | OK

– A Metamorfose | Franz Kafka | OK

– A grandeza de cada dia | Stephen Covey | OK

– O ano do pensamento mágico | Joan Didion | OK

– A Bola de Neve – Warren Buffet | Alice Schroeder | Em leitura

– Blink | Malcolm Gladwell | Em leitura

– O Mago | Fernando Morais | Ouvindo

– O Castelo | Franz Kafka | Em leitura

livros2

O que fazer na crise?

O que fazer na crise? Não consigo parar de pensar sobre esta questão e estou muito propenso a seguir um caminho trilhado por inúmeras almas, Carpe Diem!

Carpe Diem é uma frase em latim de um poema de Horácio, e é popularmente traduzida para colha o dia ou aproveite o momento. É também utilizado como uma expressão para solicitar que se evite gastar o tempo com coisas inúteis ou como uma justificativa para o prazer imediato, sem medo do futuro. (Fonte: Wikipedia)

Quanto mais eu penso, maior é a vantagem que a abordagem “viver o momento” apresenta sobre as outras estratégias. Não é “chutar o pau da barraca” ou qualquer outra forma de irresponsabilidade sobre o futuro, trata-se de saborear o momento, aproveitando intensamente o que o “dia” tem a oferecer. Existem milhares de artigos e obras sobre como fazer isso, mas acredito que a descoberta é muito particular e depende da postura e escolhas individuais.

Não quer dizer que funciona para todos, ou que é possível cada ser humano alcançar essa “iluminação”. Trata-se de existir uma maneira baseada na “simplicidade” para alcançar “felicidade” e para mim isso soa como boa música. Culturas milenares apontam tal abordagem como forma de atingir a felicidade,  em muitos casos apresentam “ferramentas” para aproximar pessoas ao “presente”. Meditação é uma destas ferramentas.

Para resumir e tentar responder a pergunta, o que fazer na crise? Um caminho é aproveitar melhor todos os dias, considerando cada um dos dias do ano como “únicos”. Nunca mais existirá o dia 10/03/2009! Esse dia é único e poderia ser aproveitado como tal. Essa conexão com o presente pode aliviar a ansiedade criada sobre previsões do futuro, baseadas em premissas ou fragmentos de verdade, das quais muitas vezes não há controle sobre. Se não há controle sobre inúmeros acontecimentos, para que antecipar sofrimento (em forma de ansiedade e stress?) que pode nunca transformar-se em realidade?

Voltar as atenções ao  presente pode ser uma alternativa viável e eficaz contra a “insegurança” incentivada persistentemente pelas especulações forjadas na crise. No meu caso está funcionando, e se o pior acontecer estarei seguro que fiz meu melhor, dentro do meu raio de ação para reduzir riscos e efeitos.

Audiolivro | O Mago

Estou testando o produto “Audiolivro” apenas em seções no carro, nos caminhos para o trabalho, casa e MBA. A biografia de Paulo Coelho está muito interessante na voz de José Mayer. Primeira experiência com o produto, se der certo vou extender esta prática para outras obras e aproveitar o tempo que estou no trânsito para ouvir obras literárias.

Com uma conta rápida é possível concluir que se a pessoa passa apenas 1 hora no trânsito por dia, pode ouvir até 12 obras de 20 horas (O Mago tem 21 horas de aúdio) por ano. É muito coisa (o brasileiro lê em média 1,8 livros por ano). Por um custo de R$ 29,90 talve não vale tanto a pena, mas se o produto se popularizar este custo pode cair. Pode ser uma saída para reduzir o stress e aumentar a cultura aproveitando as horas perdidas dentro do trânsito. Pense nisso.

Desta forma minha lista de leitura fica assim:

– Outliers – Fora de Série | Malcolm Gladwell | OK

– O Leitor | Bernhard Schlink | OK

– A Metamorfose | Franz Kafka | OK

– A grandeza de cada dia | Stephen Covey | OK

– A Bola de Neve – Warren Buffet | Alice Schroeder | Em leitura

– Blink | Malcolm Gladwell | Em leitura

– O ano do pensamento mágico | Joan Didion | Em leitura

– O Mago | Fernando Morais | Ouvindo